Ambientes virtuais de aprendizagem

O avanço no desenvolvimento das tecnologias
digitais está impulsionando a maneira de ensinar e
aprender. Dentre essas tecnologias, os Ambientes
Virtuais de Aprendizagem (AVAs) estão sendo cada vez
218
mais utilizados como uma ferramenta para atender a
demanda da área educacional, pois além de permitir
interatividade com o conteúdo, possui ferramentas que
viabilizam a colaboração
online, convergindo diversas
ferramentas em um único ambiente.
O Ministério da Educação conceitua AVAs como:
[…] programas que permitem o armazenamento, a
administração e a disponibilização de conteúdos no
formato web. Dentre esses, destacam-se: aulas
virtuais, objetos de aprendizagem, simuladores,
fóruns, salas de bate-papo, conexões a materiais
externos, atividades interativas, tarefas virtuais
(webquest), modeladores, animações, textos
colaborativos (wiki) (BRASIL, 2007, p. 11).
Os benefícios de um AVA com relação ao uso no
processo de ensino-aprendizagem depende de vários
fatores, tais como: o envolvimento do estudante,
materiais vinculados, design, proposta didática,
infraestrutura necessária para que essa plataforma
permaneça
online, de professores e tutores bem
capacitados e, não muito menos de ferramentas e
recursos tecnológicos utilizados para melhor a interação
entre estudante (alta navegabilidade e usabilidade),
professor e conteúdo.
Destaca-se também que, além dos fatores
expostos, que os AVAs devem possibilitar a visão global
das atividades desenvolvidas pelos estudantes,
219
fornecendo instrumentos para visualização de métricas
para acompanhamento e direcionamento da moderação,
isso sem desqualificar os aspectos qualitativos envolvidos
nos processos de ensino aprendizagem que são de
extrema importância para o acompanhamento das
atividades
online Apresenta-se a seguir os dois AVAs
abertos mais usados no Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.